Última hora

Última hora

Coreia do Norte ameaça atacar a imprensa em Seul

Em leitura:

Coreia do Norte ameaça atacar a imprensa em Seul

Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte ameaçou esta segunda-feira atacar as redações de vários meio de comunicação social sul-coreanos depois de terem feito críticas a um evento para crianças que decorreu em Pyongyang.

Os responsáveis do regime comunista anunciaram mesmo que têm dados sobre as localizações exatas dessas empresas, latitudes e longitudes, e que já têm os mísseis apontados para os alvos.
E esses alvos são os jornais Chosun Ilbo e JoongAng Ilbo, um canal administrado pelo jornal Dong-A Ilbo, assim como as televisões KBS, CBS, MBC e SBS.

Os norte-coreanos acusam os meios de comunicação sul-coreanos de terem denegrido a imagem do evento que reuniu 20 mil crianças para celebrar o 66º aniversário da União das Crianças Coreanas, uma organização criada pelo regime comunista. Exigem por isso um pedido de desculpas formal, caso contrário, avançam com ataque.

Do lado de Seul, o ministro da Unificação pede à Coreia do Norte que pare com as ameaças, que são intoleráveis.

No centro da polémica está então o encontro que decorre entre 3 de 8 de junho, no qual crianças prometem lealdade ao novo líder norte-coreano, Kim Jong-un.
Os militares do Norte acusaram o governo do Sul e os meios de comunicação de Seul de retratar o evento como um manobra de propaganda encenado pela liderança de Pyongyang.