Última hora

Última hora

Ex-ator pornográfico não se opõe à extradição

Em leitura:

Ex-ator pornográfico não se opõe à extradição

Tamanho do texto Aa Aa

Luka Magnotta poderá ser extraditado para o Canadá dentro em breve.

O ex-ator pornográfico suspeito de ter morto e comido partes do corpo de um estudante universitário chinês, em Montreal, foi presente esta terça-feira a um juiz que confirmou a detenção.

Acusado de homicídio premeditado e profanação de cadáver, o canadiano de 29 anos passou a última noite numa prisão alemã.

De acordo com um porta-voz da polícia durante a noite não se registou qualquer situação anormal com o suspeito, acrescentando, que Magnotta não se pronunciou sobre o caso e não levou qualquer objeção no que toca à extradição para o Canadá.

A monte há 10 dias e depois de ter fugido para França, o canadiano acabou por ser detido esta segunda-feira num cibercafé em Berlim, sem oferecer resistência.

Magnotta terá assassinado e esquartejado um estudante chinês, que vivia no Canadá desde 2011 e com quem manteria uma relação.

O crime foi registado em vídeo e os pedaços do corpo da vítima enviados pelo correio para as sedes dos principais partidos políticos.