Última hora

Última hora

Espanha resiste a pedir ajuda mas Europa prepara-se

Em leitura:

Espanha resiste a pedir ajuda mas Europa prepara-se

Tamanho do texto Aa Aa

A Espanha resiste a pedir ajuda, mas a nível europeu, segundo várias fontes, tenta-se encontrar uma forma de recapitalizar os bancos espanhóis com o Fundo Europeu de Estabilidade Financeira.

Antes de tomar uma decisão, Madrid quer saber quais são as reais necessidades dos bancos e vai, por isso, esperar pelos resultados da auditoria independente ao sistema bancário.

Em Bruxelas, o ministro espanhol da Economia, Luis de Guindos, voltou a pedir uma maior integração europeia: “Ainda não discutimos uma qualquer intervenção nos bancos espanhóis. O que estamos a dizer é que é preciso mais Europa para sair desta crise. É a mensagem que queremos enviar”.

Em Paris a posição é favorável à recapitalização direta dos bancos com os mecanismos europeus de resgate, mediante certas condições de supervisão.

Antes do encontro com Luis de Guindos, o ministro francês da Economia, Pierre Moscovici, defendeu: “Se num dado momento o governo espanhol desejar, e trata-se de uma decisão soberana, temos na zona euro instrumentos de solidariedade que podem ser mobilizados rapidamente”.

A Alemanha, por seu lado, está a pressionar a Espanha a pedir um resgate, com o Fundo Europeu de Estabilidade Financeira a não prever ajudas diretas aos bancos mas sim aos Estados membros.