Última hora

Última hora

Philippe Roth ganha prémio "Principe das Astúrias"

Em leitura:

Philippe Roth ganha prémio "Principe das Astúrias"

Tamanho do texto Aa Aa

O escritor norte-americano, Philippe Roth, de 79 anos, venceu o Prémio Principe das Astúrias de Literatura de 2012.

O anúncio foi feito ao princípio da tarde, em Oviedo.

É neto de emigrantes judeus originários da Galitzia, um território hoje integrado na Ucrânia, que emigraram para os Estados Unidos no início do século XX.

Uma família de recursos modestos que se instalou nos arredores de Nova York, onde Philippe Roth sempre viveu, até conhecer o êxito literário.

O seu sucesso aconteceu logo com o primeiro romance, “Goodbye, Columbus”, em 1959.

No ano seguinte, com este título, ganhou o prémio de Livro do Ano.

Mike Portnoy é o seu personagem mais famoso, considerado por muitos como autobriográfico.

Acaba por percorrer grande parte da obra do escritor, lutando com a sua condição de judeu, tal como o autor, e com os seus impulsos sexuais.

“O Escritor de Sombras” (1979) e a “Lição de Anatomia” (1983),são romances de amargura que falam, sobretudo, da impotência e da frustração.

Sarcástico, ácido, mas também lúcido, Philippe Roth detem-se com frequência em temas como o sexo, a condição judaica, a psicanálise.

Desafiou a América e o politicamente correcto, com o seu romance “Casei com um Comunista”, publicado em 1998.

Além do Livro do ano em 1960, ganhou um prémio Pen, em 2000, a Medalha Nacional das Artes, em 1998 e a Medalha de Ouro da Academia Americana das Artes e das Letras, em 2001.

Tem dois casamentos e outros tantos divórcios.