Última hora

Última hora

Turismo grego sofre queda

Em leitura:

Turismo grego sofre queda

Tamanho do texto Aa Aa

O turismo grego entrou em queda, com as reservas a soferem uma baixa de 15 por cento, em relação ao ano passado.

A quebra na procura acentuou-se a 6 de Maio, data das eleições legislativas que criaram um impasse político, no país.

Isto está a preocupar seriamente os operadores, porque parece uma situação irrecuperável.

Além da instabilidade política, há receios, sobre o futuro próximo da economia, como diz uma industrial de hotelaria:

“Os turistas não sabem o que os espera, quando vêm aqui, no que diz respeito à moeda. Eles vão pagar como se o comércio e os hotéis estivessem a funcionar, mas temem que, quando aqui chegarem, tudo esteja falido. Há um pouco de receio, que nos afeta, porque as reservas estão em queda, por causa disso”.

O turismo emprega 768 mil pessoas e gera 15.7 por cento das receitas do país.

Desde Janeiro, as quedas são de 15 por cento.

A baixa é mais acentuada, porque, em 2011, o setor tinha registado um crescimento de 9.5 por cento.

Um aumento obtido à custa da primavera árabe que transferiu a procuraa para a margem norte do Mediterrâneo.

Em 2011, a Grécia recebeu 16.4 milhões de turistas com um encaixe de 10.5 mil milhões de euros.