Última hora

Última hora

Em leitura:

Sibiu na rota internacional do teatro


Cultura

Sibiu na rota internacional do teatro

Há dezanove anos que a cidade de Sibiu, na Roménia, é palco do Festival Internacional de Teatro. Este ano não foi exceção e os espetáculos voltaram a invadir as ruas e todos os espaços culturais da cidade. Considerado o terceiro maior festival de teatro na Europa, depois de Edimburgo e de Avignon, o evento reuniu representantes de 70 países.

Em época de crises, a cultura faz a diferença. Eis o tema deste ano, explicado por Constantin Chiriac, o diretor do festival. “Bem-vindos a uma cidade que é talvez um dos melhores exemplos no mundo do que significa reconstruir uma comunidade através da cultura, a todos os níveis, económico, social, turístico, cultural… No início, há 19 anos, o festival tinha apenas três países participantes e oito espetáculos. Hoje, há 350 espetáculos de 70 países em 66 espaços com uma média de 62 mil espetadores por dia.”

Sibiu faz parte de “Cities on stage”, uma associação de teatros de diferentes cidades. O primeiro espetáculo do projeto chama-se “Exílios” de Fabrice Murcia, do Teatro Nacional de Bruxelas. O encenador apostou numa criação contemporânea, que cruza o real e o imaginário, os atores e as marionetas. O espetáculo conta as histórias de um emigrante clandestino e da pessoa encarregue de o expulsar.

O festival aproveita todos os espaços possíveis para apresentar os espetáculos. Por exemplo, o elétrico serviu de palco para o espetáculo “Um elétrico chamado Popescu”, inspirado na obra do escritor romeno Cristian Popescu. Depois dos passageiros se instalarem, a viagem ao passado de Popescu começa no meio do tráfego. A bordo, surgem personagens da família do escritor.

O encenador romeno Silviu Purcarete escolheu um edifício industrial para apresentar “Fausto”, de Goethe. Uma adaptação contemporânea, em tons góticos, com um ritmo desenfreado, figurinos provocantes, música rock e muitos efeitos especiais. Uma experiência sensorial que arrasta o espetador para o limiar entre a Terra e o Inferno.

O espetáculo já tinha sido apresentado no Festival de Teatro de Edimburgo, depois de ter sido criado em 2007, quando Sibiu foi a capital europeia da cultura.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
À procura da unidade espiritual

life

À procura da unidade espiritual