Última hora

Última hora

Síria: oposição denuncia massacre na região de Hama

Em leitura:

Síria: oposição denuncia massacre na região de Hama

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição síria denunciou o massacre de uma centena de pessoas, incluindo mulheres e crianças, na região de Hama, apontando a responsabilidade às forças do regime de Bashar al-Assad.

Segundo um porta-voz do Conselho Nacional Sírio, a matança teve lugar na localidade de al-Koubeir, previamente bombardeada.

No passado dia 25 de Maio, o massacre de 108 pessoas em Houla, na província de Homs, tinha motivado vivas reações de cólera por parte da comunidade internacional, que continua no entanto com dificuldades em dar uma resposta coordenada à crise síria.

A ONU tinha apontado o dedo a milícias pró-Damasco.

A Rússia e a China voltaram a declarar-se opostas a qualquer “intervenção” na Síria.

A Turquia anunciou que os ministros e altos representantes de 15 países e da União Europeia reunidos em Istambul decidiram criar um “grupo de coordenação” para apoiar a oposição síria.

Ancara frisou que os participantes na reunião debateram as “medidas adicionais” a adoptar e a forma de coordenar “um processo de transição eficaz e credível” para conseguir chegar à “Síria democrática do pós-Assad”.