Última hora

Última hora

Europa em estado de alerta com crise bancária em Espanha

Em leitura:

Europa em estado de alerta com crise bancária em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

À crise financeira de 2008 seguiu-se uma crise da dívida e para evitar uma crise bancária, a Europa está em estado de alerta.

Madrid implementou medidas de austeridade para reduzir a dívida pública, mas os bancos afetados pela bolha imobiliária ameaçam fazer explodir as contas públicas do país.

As condições de financiamento de Madrid deterioraram-se e a zona euro vê-se de novo à beira do abismo, tendo em conta o grande peso económico de Espanha.

Em termos de exposição dos bancos à divida espanhola quem lidera são os alemães com 117 mil milhões de euros. Seguem-se instituições financeiras francesas (92 mil milhões), britânicas (67 mil milhões) e americanas, com 37 mil milhões. Portugal surge em sexta posição, com 18,5 mil milhões de euros.

Para salvar a quarta maior economia da zona euro, há cada vez mais países favoráveis à alteração das regras para o acesso ao dinheiro dos mecanismos europeus de resgate.

Espanha ainda espera os resultados das auditorias pedidas, mas alguns economistas estimam que o setor bancário vai precisar até cem mil milhões de euros de recapitalização.