Última hora

Última hora

Moscovo: Milhares de pessoas desafiam restrições ao direito de manifestação

Em leitura:

Moscovo: Milhares de pessoas desafiam restrições ao direito de manifestação

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas manifestam-se esta terça-feira no centro de Moscovo para desafiar aquilo que classificam como o endurecimento do regime.

A manifestação foi autorizada pelas autoridades de Moscovo, mas 12 mil membros das forças da ordem estão mobilizados e os líderes dos movimentos de oposição foram convocados pela polícia para interrogatório.

Sergei Udaltsov, da Frente de Esquerda, recusou-se a comparecer na esquadra da polícia para poder participar na manifestação e afirma que “como organizador oficial não poderia estar presente no interrogatório policial porque se comprometeu com o desenvolvimento pacífico da manifestação e a polícia pode ouvi-lo noutro momento”.

Esta demonstração social ocorre num momento de grande tensão no país, na sequência da aprovação de uma lei que restringe fortemente o direito de manifestação.

“Já percebemos há muito tempo que o país está num impasse e que é preciso mudanças urgentes. Todos os dias este sentimento cresce. Todos os dias sufocamos um pouco mais e temos mais medo”.

O movimento de contestação começou em dezembro, na sequência das eleições legislativas que deram uma vez mais a vitória ao partido de Vladimir Putin. Esta é a primeira manifestação desde que Putin tomou posse pela terceira vez como presidente, no dia 7 de maio.