Última hora

Última hora

Gregos protagonizam corrida aos bancos em véspera de eleições

Em leitura:

Gregos protagonizam corrida aos bancos em véspera de eleições

Tamanho do texto Aa Aa

Temendo uma possível saída do país da zona euro e o regresso ao “dracma”, os gregos intensificaram a corrida aos bancos.

Das eleições legislativas de domingo deverá sair uma sentença, mas são poucos os que pagam para ver.

Nos bancos regista-se um vaivém constante, com levantamentos diários entre os cem e os 500 milhões de euros, de acordo com dados divulgados pela imprensa grega.

Desde o início da crise, em 2009, o valor total de depósitos diminuiu consideravelmente, com os gregos mais ricos a deslocarem as fortunas para a Suíça ou investindo em Nova Iorque e Londres.

Otimismo é palavra que não consta do vocabulário grego por estes dias e enquanto os melhores tempos não passam de uma miragem a fuga de capitais prossegue.

Mas poderá ter os dias contados, pelo menos, de acordo com Tratado de Funcionamento da União Europeia, que permite, em casos excecionais, que um país adote medidas de emergência para travar a retirada incessante de capitais e até o uso de caixas multibanco.