Última hora

Última hora

A terapia futebol

Em leitura:

A terapia futebol

Tamanho do texto Aa Aa

A terapia chamada futebol já está a ter efeitos práticos na Ucrânia.

A imprensa deixou de fazer manchetes sobre as divergências políticas e sobre os problemas económicos, mas isso não incomoda a população.

“Estou muito orgulhoso do meu país” afirma um taxista.

A vitória frente à Suécia deu o pontapé de saída a um nacionalismo, até há bem pouco tempo adormecido.

“O futebol ajuda quando as pessoas estão de mau humor ou apáticas porque traz alegria e faz com que se olhe para o mundo de outra forma.
Vamos ver o que acontece a seguir” refere um homem.

Outro adianta, “durante os jogos de futebol esquecemos os problemas. A única preocupação é o jogo, o treinador e os jogadores.”

As expectativas são elevadas e para já há apenas motivos para festejar. Os próximos jogos prometem pôr à prova o país que muitos admitem estar dividido em duas línguas e unido dentro das quatro linhas.

“Quando a equipa russa joga podemos ver dois países, duas sociedades. Em Lviv, quando os russo perdem as pessoas gritam de alegria já em Dontesk os ucranianos celebram todos os golos marcados pelos russos. Mas quando joga a seleção ucraniana, as pessoas estão unidas” afirma um jornalista ucraniano.