Última hora

Última hora

General da polícia russa pede desculpas ao jornalista pelas ameaças de morte

Em leitura:

General da polícia russa pede desculpas ao jornalista pelas ameaças de morte

Tamanho do texto Aa Aa

Um pedido de desculpas, foi o que fez o general da polícia russa que tinha ameaçado de morte um jornalista da Novaia Gazeta, após um artigo comprometedor.

O jornalista é Serguei Sokolov e o general da polícia é Alexander Bastrykin, o diretor da Comissão de inquéritos criminais.

A carta aberta onde se lia “a cruel verdade é que você ameaçou brutalmente de morte o meu adjunto. E ainda gozou dizendo que iria conduzir, em pessoa, a investigação sobre a sua morte” levou o general a desculpar-se, como explicou à euronews, Dmitry Mouratov, chefe de redação da Novaia Gazeta: “Alexander Bastrykin não negou nada e isso foi muito correto da sua parte. Pegou no meu telemóvel e telefonou a Serguei Sokolov para lhe pedir desculpas. Sokolov, por seu lado, disse que havia muita emoção de ambas as partes. E Bastrykin disse-lhe que ele podia voltar a viver e trabalhar na Rússia.”

O jornalista, que fugiu para o estrangeiro após as ameaças, não tenciona, contudo, voltar tão cedo ao país.

No site do Izvestia, próximo do poder, o general Bastrykin tinha qualificado de “delírio” as acusações da Novaia Gazeta, antes de aceitar o encontro com o chefe de redação, em presença dos restantes jornalistas.

Num artigo publicado a 4 de junho, o jornalista acusara o general e outros investigadores da comissão de encobrirem um grupo terrorista, responsável pela morte de 12 pessoas, em novembro de 2010.

Recorde-se que a Novaia Gazeta era o jornal para o qual trabalhava a malograda jornalista Anna Politkovskaia.