Última hora

Última hora

Mercado de armamento de olhos voltados para países emergentes

Em leitura:

Mercado de armamento de olhos voltados para países emergentes

Tamanho do texto Aa Aa

Os cortes orçamentais no setor da defesa de vários países em crise estão a obrigar os produtores de armamento e equipamentos militares a apostar em novos mercados.

As últimas novidades da indústria foram apresentadas na Feira Internacional de Armamentos e de Material Bélico Eurosatory-2012, no Centro de Exposições Paris-Nord Villepint, na capital francesa.

“Os Estados Unidos, o Reino Unido e a Europa têm orçamentos da defesa estagnados ou em queda, o que quer dizer que as empresas do setor estão a voltar-se para outros mercados como a América Latina, o Médio Oriente e a Ásia em particular. Os Governos e os países chegaram à conclusão de que no Ocidente não podem gastar tanto dinheiro como têm feito até agora”, explica Matthew Bell, jornalista.

De acordo com o Instituto Internacional de Investigação sobre a Paz, entre 2006 e 2010, três quartos das exportações globais de armamento foram assegurados por apenas cinco países.

Este ano, um número recorde de inovações de empresas russas é exibido na Eurosatory.

Para além do componente comercial, a feira é caracterizada por um amplo programa demonstrativo. Tem o patrocínio do ministério francês da Defesa e conta com a participação de mais de 400 empresas de 47 países.