Última hora

Última hora

Aung Sun Suu Kyi promete continuar a lutar pelos direitos humanos

Em leitura:

Aung Sun Suu Kyi promete continuar a lutar pelos direitos humanos

Tamanho do texto Aa Aa

Foi com emoção que a Aung Sun Suu Kyi proferiu o discurso de aceitação do Nobel da Paz, em Oslo.

Um prémio atribuído em 1991 pela luta política a favor da democracia e dos direitos humanos na Birmânia.

Na primeira visita à Europa em mais de duas décadas a líder da oposição birmanesa, hoje com 66 anos, diz que há ainda um longo caminho pela frente:

“Quando olharem para mim lembrem-se que há, ainda muitos objetores de consciência. Os que ainda continuam presos, os que ainda não tiveram acesso à justiça no meu país são ainda muitos. Por favor, lembrem-se deles e façam o que for possível para que possam sair em liberdade o quanto antes.”

Neste viagem à Europa, Aung San Suu Kyi vai passar pelas capitais europeias que mais a apoiaram na luta pelos direitos humanos.