Última hora

Última hora

Crise do euro e dossiê sírio no G20

Em leitura:

Crise do euro e dossiê sírio no G20

Tamanho do texto Aa Aa

A Cimeira dos países mais ricos do mundo- o G20 – prevista para Los Cabos, baixa Califórnia, vê-se ameaçada de tensões políticas tanto pela crise do euro como pelo dossier sírio.

O anfitrião do encontro, o presidente mexicano Felipe Calderón, diz que os líderes políticos vão tentar adaptar mecanismos para tornar a moeda europeia mais robusta de form a encontrarem uma saída da crise atual e para garantirem que no futuro todos os intervenientes, bancos, governos e mecanismos fiscais permitam evitar crises semelhantes.”

Calderón espera que as maiores economias do mundo forneçam mais de 430 mil milhões de dolares prometidos para conter a propagação da crise financeira europeia.

O dinheiro será usado para resgatar países e indústrias importantes que não conseguem obter empréstimos no mercado aberto.

Quanto à Alemanha, a chanceler alemã, Angela Merkel, defende a consolidação orçamental à escala global e o tema deverá ser incluída no plano de ação da cimeira.

Em Los Cabos os primeiros ativistas anti mundialização começaram a manifestar.