Última hora

Última hora

Egito elege presidente mas volta ao jugo militar

Em leitura:

Egito elege presidente mas volta ao jugo militar

Tamanho do texto Aa Aa

No Egito, a Irmandade Muçulmana reivindica a vitória na segunda volta da eleição presidencial, que decorreu este fim-de-semana.

A confirmar-se esta previsão, Mohamed Morsi é o primeiro presidente eleito da era pós Mubarak, mas os resultados oficiais não são esperados antes da próxima quarta-feira.

Morsi disputava esta segunda volta com uma figura do antigo regime, o último primeiro ministro de Hosni Mubarak, Ahmad Shafik.

Mas esta eleição está longe de significar a estabilidade política no país. Pouco tempo depois do encerramento das urnas, a junta militar que comanda os destinos do Egito desde a revolução de janeiro de 2011, reivindicou de novo o poder legislativo.

Numa declaração constitucional publicada pelo Conselho Supremo das Forças Armadas, a junta volta a assumir o poder executivo, na sequência da dissolução do parlamento, até à realização de novas eleições legislativas.

Mas o novo ato eleitoral pode ainda demorar bastante tempo. Antes será constituída uma nova comissão ad hoc para escrever a nova constituição do país, que deverá ser submetida a referendo.