Última hora

Última hora

Egípcios contestam dissolução do Parlamento

Em leitura:

Egípcios contestam dissolução do Parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

No Cairo esta manhã tudo parecia preparado para receber uma jornada de protesto contra a decisão dos militares dissolverem o Parlamento.

No domingo à noite, os militares anunciaram que iriam assumir o poder legislativo, depois da eleição do Parlamento ter sido invalidada por decisão do tribunal constitucional.

“Quem escolheu o Parlamento? Não foi o povo? Ou foi o conselho militar ou o Marechal de Campo? Estas pessoas estão numa posição de poder e não querem voltar às casernas”, disse um militante pró-democracia.

“Se Deus quiser, o Doutor Mohamed Morsi não aceitará perder o seu poder e saberá mantê-lo”, afirmou um outro.

O braço de ferro entre os militares e a Irmandade Muçulmana surge a dois dias do anúncio oficial dos resultados das eleições presidenciais.

Mohamed Morsi o candidato da confraria muçulmana já anunciou a sua vitória, mas o rival Ahamad Chafiq acusou os islamitas de tentar “roubar” a presidência.