Última hora

Em leitura:

Egito mergulhado na incerteza política


Egipto

Egito mergulhado na incerteza política

Ainda sem certezas de quem será o próximo presidente do Egito, os apoiantes do candidato da Irmandade Muçulmana continuam a celebrar a vitória na praça Tahrir, no centro do Cairo.

Os resultados oficiais só são esperados na quinta-feira, mas fontes da candidatura de Mohammed Morsi garantem que o candidato venceu com cerca de 52% dos votos.

Os militares anunciaram esta segunda-feira, em conferência de imprensa, que passam o poder ao novo presidente no final do mês, garantindo que “o presidente eleito será investido de todos os poderes com a autoridade completa e o respeito devido a um chefe de estado”.

Mas o campo de Ahmad Shafiq, opositor de Morsi, também reivindica a liderança na contagem dos votos, com os mesmo 52%.

Quem quer que seja o presidente terá poderes bastante limitados face aos militares, que acabaram de se autorgar o poder legislativo até à eleição de uma nova assembleia, depois da dissolução do parlamento recentemente eleito.

A Irmandade Muçulmana apela a manifestações de protesto contra o que chama de golpe de estado, enquanto o país está suspenso da redação de uma nova constituição.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Ruanda