Última hora

Última hora

G20: Mais fundos para o FMI fazer face à crise da zona euro

Em leitura:

G20: Mais fundos para o FMI fazer face à crise da zona euro

Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes do G20 comprometem-se a duplicar os fundos do FMI para fazer face à crise da zona euro, apelando a mais iniciativas de crescimento económico mas sem pôr em causa as atuais medidas de austeridade.

O Fundo Monetário Internacional parece ser assim o grande vencedor da cimeira que decorre em Los Cabos, no México.

No total os fundos da instituição deverão duplicar graças aos 456 mil milhões de dólares prometidos por países como a China, em contrapartida de um maior peso dos chamados BRIC’s nas decisões do FMI.

O comunicado final da cimeira deverá ainda apelar a mais medidas para evitar o contágio entre a crise bancária e a crise da dívida.

O presidente do México, país que acolhe a reunião, sublinhou a união em torno da, “solidariedade e apoio aos povos e governos da Europa. Temos confiança nas vossas capacidades e esforços e estou seguro que as nossas deliberações poderão contribuir para uma Europa mais forte, mais integrada, mais unida e mais responsável”.

A crise bancária espanhola e a situação na Grécia após as eleições está também em debate na cimeira. Barack Obama deverá reunir-se hoje com os líderes europeus para discutir estes temas depois do presidente da comissão europeia Durão Barroso ter apontado o dedo aos bancos norte-americanos, afirmado que Bruxelas não tem lições a receber de outros países estrangeiros.