Última hora

Última hora

Egito mantém contradição sobre estado clínico de Mubarak

Em leitura:

Egito mantém contradição sobre estado clínico de Mubarak

Tamanho do texto Aa Aa

Mantém-se a informação contraditória sobre o estado clínico do ex-presidente egípcio, Hosni Mubarak.

Ao princípio da noite, fontes hospitalares garantiam que está clinicamente morto; que o coração parou de bater e não reagiu às diversas tentativas de reanimação.

Mas fontes da segurança vieram mais tarde desmentir e informar que está inconsciente, sob respiração assistida, mas não clinicamente morto.

Mubarak tem 84 anos, cumpria pena de prisão perpétua e foi transferido ontem à tarde para o Hospital Militar de Maady.

No Cairo, a notícia despertou curiosidade, sem grande emoção:

“Não precisamos de nada dele ou da família dele, só queremos que nos deixe em paz, estamos cansados dele, queremos alguém que nos possa governar. Não queremos nada da família dele, queremos segurança, uma vida decente, liberdade e recuperar a nossa dignidade”.

Alguns, preocupados, acorreram ao hospital:

“O que quer que aconteça, quero dizer que vivemos durante trinta anos sob o seu governo sem estarmos envolvidos em guerras ou batalhas internacionais. É verdade, no seu regime havia muita gente pobre, mas houve muita gente que fez coisas boas para o nosso país”.