Última hora

Última hora

O desafio do vídeo a 360 graus

Em leitura:

O desafio do vídeo a 360 graus

Tamanho do texto Aa Aa

Inventar novas formas de multimédia é o desafio desta equipa. O professor belga Philippe Bekaert é o chefe do projeto, batizado 20203D, que pretende criar novas formas de ver o mundo à nossa volta.

Entre as inovações que desenvolveram, está uma câmara circular, que permite um “streaming” em direto de imagens captadas a 360 graus.

As imagens podem ser vistas num computador ou num grande ecrã circular.

Todos os componentes são produtos comerciais. A verdadeira inovação está no software: “O que temos aqui é uma pura solução de software, que permite que isto funcione em qualquer computador que tenha um mínimo de capacidade de processamento gráfico”, explica Philippe Bekaert.

O projeto 20203D também desenvolveu um novo sistema adaptado às transmissões desportivas.

Envolve uma câmara com 16 lentes, que permite filmar todo um estádio de futebol em alta definição. Isso significa que o espetador não pode perder nenhuma jogada e é possível fazer repetições, com certos detalhes do jogo.

“Aqui podemos ver tudo o que a câmara está a gravar. Vemos um conjunto, sem costuras, porque as várias imagens foram coladas umas às outras. Isto necessita de muito processamento, ao nível dos computadores, mas isso pode ser feito em tempo real, por isso isto pode ser utilizado em transmissões em direto”, diz Tom Mertens, presidente da empresa Camargus, autora do projeto.

Philippe Bekaert acrescenta: “Estes desenvolvimentos, no quadro do projeto 20203D, são um primeiro passo para fazer a ponte entre os gráficos de computador e o vídeo. Não se trata de substituir a televisão, mas sim de complementar a televisão”.