Última hora

Última hora

Resultados não oficiais dão vitória à Irmandade Muçulmana no Egito

Em leitura:

Resultados não oficiais dão vitória à Irmandade Muçulmana no Egito

Tamanho do texto Aa Aa

O Egito pós-Mubarak será liderado pela Irmandade Muçulmana. Pelo menos, é o que indicam os primeiros resultados não oficiais das eleições legislativas deste fim de semana.

Em liça estavam o candidato da Irmandade Muçulmana, Mohamed Morsi, e o ex-primeiro-ministro de Hosni Mubarak, Ahmed Shafiq, visto por muitos como a continuação do antigo regime.

“Mohamed Morsi recolheu 13.238.335 votos enquanto Ahmed Shafiq recebeu 12.351.310. Este resultado inclui os votos dos egípcios do estrangeiro”, anunciou Walid Sharabiya, porta-voz da coligação independente de juízes que fez questão de salientar que, embora representem 100% dos votos contados, os resultados não são oficiais, já que a comissão eleitoral está ainda a analisar certas queixas.

A confirmarem-se os resultados – 13 milhões para um, 12 milhões para o outro -, é bem a prova de que metade dos 50 milhões de eleitores egípcios não se sente representada em nenhum dos candidatos.