Última hora

Última hora

Reino Unido: Médicos em greve

Em leitura:

Reino Unido: Médicos em greve

Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido foi hoje palco da primeira greve dos médicos levada a cabo nos últimos 40 anos.

Na raiz do protesto está o aumento da idade de reforma de 65 para 68 anos, e a subida exponencial dos descontos que, em início de carreira, quase duplicam.

Contudo há profissionais que não acataram a convocatória.

“A minha primeira reação é de só por cima do meu cadáver. Não, não tentem nada contra os meus pacientes. Se o fizerem explicar-lhes-ei quais os motivos que estão por trás, e não será nada bonito”, disse um médico de clínica geral.

As situações urgentes serão atendidas. Todas as outras terão de aguardar, pelo menos, 24 horas.

“Eles estão mal habituados porque têm uma reforma garantida.
Acho injusto que façam greve e que ponham os doentes em risco”, protestou um doente.

“Pelo que entendo continuam a fazer urgências, mas não fazem consultas de rotina, portanto estão apenas a tomar uma posição e esperemos que não afetem ninguém que esteja mesmo doente”, disse uma habitante de Londres.

Muitos trabalhadores do setor público estão a ter nos salários e nas pensões porque o Governo britânico quer reduzir a despesa em milhares de milhões de libras.