Última hora

Última hora

Turismo em queda na Grécia

Em leitura:

Turismo em queda na Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

O turismo, velha galinha dos ovos de oiro na Grécia, está estagnado.

Os alemães receiam pela tranquilidade durante as férias, culpabilizados pela crise que estrangula a sobrevivência dos gregos, mas em 2011, 2 milhões e 200 mil ainda visitaram o país.

O ano passado foi muito bom: a Grécia recebeu a 16 milhões e meio de turistas, depois de dois anos maus.

Em 2011, o setor contribuiu para 15,7% do PIB, 18,4% do emprego da população activa e com lucros na ordem dos 10 mil milhões de euros.

Mas as visitas e as reservas, em 2012, estão em plena queda, pelo que se prevê uma baixa dos lucros de 10 a 15%.

O tempo aperta para recuperar a boa imagem da Grécia, de que depende o setor.

Yiannis Retsos é presidente da Associação de Hoteleiros gregos:

“- Estamos numa situação muito crítica muito próximo de julho e agosto, que são os meses mais importantes para o turismo grego. Estamos com um verdadeiro atraso, mas por outro lado acho que temos tempo para recuperar as reservas que perdemos até agora.”

2:14 cutaway

Segundo Retsos, continuar na zona euro é imperativo para o turismo. A Grécia, diz, não deve competir com outros destinos apostando numa moeda fraca, mas sim na qualidade da própria oferta.

2:25 Yiannis Retsos. President, Greek Hotel Association

“- As pessoas querem passar as férias num hotel agradável, mas também para ir a cidades e aldeias bonitas, para petiscar ou jantar fora, interagir com os gregos e visitar um país ocidental, mas não um país de há 40 ou 50 anos”

2:42

No entanto, por trás dos hotéis de luxo da capital grega, a população sofre. A fome afeta cada vez mais pessoas.

2:52 set up

Xenia Papastravrou resolveu colocá-las em contacto.

2:55 Xenia Papastravrou. Boroume network founder

“Os hoteis são muito muito importantes para nós. A Associação de Hoteis de Atenas e de Atica dão-nos 1.250 refeições por semana, e estão a cozinhar especialmente para cantinas de beneficência e instituições da comunidade.”

3:10 Xenia’s association and more tourists

Uma solidariedade ou sinergia entre a indústria e a população, atingida por um desemprego de 22,6% e uma realidade preocupante: a chegada de turistas de Europa do Leste, Rússia e Israel não é suficiente para comprensar a perda de alemães e britânicos.

3:27 fim