Última hora

Última hora

ONU: 1,5 milhões de sírios precisam de ajuda humanitária

Em leitura:

ONU: 1,5 milhões de sírios precisam de ajuda humanitária

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de um milhão e meio de sírios precisam de assistência humanitária. O número é avançado pelo gabinete de coordenação de Assuntos Humanitários das Nações Unidas.

O alerta é dado um dia depois de um representante da ONU ter sublinhado que a escalada da violência na Síria está a dificultar o encaminhamento de ajuda para as populações afetadas.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, 170 pessoas – na maioria civis – perderam a vida esta quinta-feira, na jornada mais sangrenta desde a instauração teórica do cessar-fogo, a 12 de Abril.

Os últimos 15 meses de violência fizeram mais de 15 mil mortos, segundo o organismo.

O exército sírio retomou esta sexta-feira os bombardeamentos nos bairros rebeldes de Homs e nas províncias de Deraa e Idlib.

O recrudescimento da violência reforça os apelos à intervenção ocidental, mas a diplomacia continua bloqueada pela posição de Moscovo.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros defende que “impor aos sírios decisões que parecem úteis do ponto de vista de alguns, mas que não são produto do diálogo interno sírio, é algo que [a Rússia] rejeita categoricamente”.

As Nações Unidas contam com várias centenas de observadores na Síria, mas a escalada da violência e os consequentes receios em termos de segurança levaram à suspensão temporária da missão.