Última hora

Última hora

Guerra verbal entre Síria e Turquia

Em leitura:

Guerra verbal entre Síria e Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

O avião turco que foi abatido por Damasco “violou claramente a soberania síria”. Esta é a posição oficial da Síria, a propósito do avião de caça F-4 Phantom, abatido, na sexta-feira, em pleno voo.

O incidente veio incendiar as relações entre Ancara e Damasco, com acusações de parte a parte. Jihad Makdissi, porta-voz da diplomacia de Damasco acusa: “O ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Ahmed Davutoglu, não disse a verdade sobre este ataque. Porque se trata de um ataque ao território sírio.” Ancara, por seu lado, insiste que o caça F-4 tinha entrado momentaneamente no espaço aéreo sírio, mas que estava em espaço aéreo internacional quando foi abatido pelas forças sírias.

Os destroços do caça foram localizados e continuam as operações de busca dos dois pilotos – em coordenação com a Síria, já que se trata de águas sírias, mas não “em conjunto”, fez questão de sublinhar o chefe da Diplomacia de Ancara.

A Turquia ainda não tinha digerido o incidente com o F-4 e eis que surge a informação de que um outro avião, um Casa CN-235 que participava nas operações de busca e salvamento, terá sido atacado pelas forças de Bashar Al-Assad.

O que risca de envenenar ainda mais as relações entre os dois países.