Última hora

Última hora

Meia vitória para Obama na invalidação parcial da lei anti-imigração do Arizona

Em leitura:

Meia vitória para Obama na invalidação parcial da lei anti-imigração do Arizona

Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal federal norte-americano invalidou parcialmente a lei anti-imigração do estado do Arizona. Esta invalidação parcial é vista como uma meia vitória para Barack Obama e uma meia vitória para a oposição republicana.

A administração Obama decidira combater a lei em tribunal alegando que o governo federal tem autoridade exclusiva em matéria de imigração. Para Raul Grijalva, representante democrata no Estado do Arizona, a decisão não satisfaz: “É uma meia decisão que muito me desilude na parte que foi considerada constitucional. Penso que deixa a porta aberta ao aumento da violação dos direitos civis e da discriminação.”

Os republicanos, por seu lado, acusam Obama de incompetência, como se depreende das palavras de Mike Lee, senador republicando do Utah: “Temos um verdadeiro problema de imigração ilegal, os Estados enfrentam grandes desafios como consequência do fracasso do governo federal no reforço das fronteiras e dos instrumentos legais. Por isso, os Estados tiveram de colmatar essa brecha.”

Os analistas estimam que Obama poderá beneficiar, em novembro, do importante apoio da comunidade hispânica quando defrontar Mitt Romney na corrida para a Casa Branca. O candidato republicano acusa o atual presidente de não ter capacidade de liderança em questões de imigração.

A parte mais polémica da lei continua, contudo, em vigor. Ou seja, a polícia local pode exigir a verificação de documentos de residência no país sempre que mande parar ou interrogue alguém que suspeite ser um imigrante ilegal.