Última hora

Última hora

Síria: Combates nos subúrbios de Damasco

Em leitura:

Síria: Combates nos subúrbios de Damasco

Tamanho do texto Aa Aa

Os combates chegam aos subúrbios de Damasco. A capital síria testemunhou esta terça-feira os confrontos mais violentos desde o início da revolta. Os insurgentes batem-se contra o exército de Bashar al-Assad perto do quartel-general da Guarda Republicana, a cerca de nove quilómetros de Damasco. A agência noticiosa do regime revelou também que um general foi raptado pelos rebeldes, no centro da capital, esta terça-feira.

Durante o dia terão sido mortas seis dezenas de pessoas por todo o país, mais de metade eram civis, adianta o observatório sírio dos direitos humanos. A cidade de Deraa regista o maior número de vítimas, pelo menos 18. Em Homs continuam os combates. O Comité Internacional da Cruz Vermelha ainda não conseguiu entrar na cidade para resgatar os feridos apesar das promessas para a abertura de um corredor humanitário.

Os capacetes azuis destacados no país suspenderam a missão a missão há dez dias e esperam uma mudança da situação. Mas no campo diplomático nada deverá mudar até ao dia 30 quando se reunirem em Genebra os representantes dos cinco membros permanentes do conselho de segurança da ONU e os países com ligações ao governo sírio e aos rebeldes. Entretanto em Damasco, o presidente al-Assad empossou esta terça-feira o executivo saído da eleições realizadas em maio pelo regime.