Última hora

Última hora

Polícia e justiça britânica iniciam "maratona olímpica"

Em leitura:

Polícia e justiça britânica iniciam "maratona olímpica"

Tamanho do texto Aa Aa

Mais alto, mais rápido, mais forte e mais seguro do que nunca.

A um mês do início dos jogos olímpicos de Londres, polícia e exército começam a tomar as ruas para garantir a segurança do evento.

Mesmo que até agora a organização não tenha recebido qualquer ameaça particular, baterias de mísseis anti-aéreos foram instaladas no centro da capital.

E para fazer face à possibilidade do sequestro de um atleta, os organizadores instalaram em várias viaturas oficiais este sistema que vigia de perto e em último caso assume o controlo total do automóvel.

“Este sistema permite vigiar os veículos e o comportamente do condutor, deteta a sua posição e caso seja necessário assume o controlo do carro a qualquer momento e vamos instalá-lo em autocarros e carros da organização dos jogos olímpicos”.

Em paralelo, os tribunais britânicos entram também na maratona e preparam-se para estar abertos 12 horas por dia, com advogados disponíveis a qualquer instante e a possibilidade de realizar audiências por videoconferência, para punir rapidamente todas as infrações.

Uma justiça e uma segurança olímpica que os organizadores prometem ser o mais discreta possível, para não abalar a imagem dos “jogos da paz”.