Última hora

Última hora

Novo atentado em Damasco antes de nova reunião da ONU

Em leitura:

Novo atentado em Damasco antes de nova reunião da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

Uma bomba explodiu esta manhã frente ao palácio de justiça de Damasco, provocando um número indetermindado de vítimas.

Segundo a televisão síria, os rebeldes estariam por detrás da ação, que sucede o ataque que visou ontem uma televisão pró-governamental nos arredores da capital.

As duas ações ocorrem num momento em que o enviado especial da ONU para a Síria, Kofi Annan, convocou para sábado uma reunião dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança, em Genebra.

Segundo fontes diplomáticas, Moscovo poderia apoiar, pela primeira vez, a proposta de criação de um governo transitório de união nacional.

Um gesto que não implica uma mudança de posição de Moscovo sobre a saída de cena de Bashar Al Assad para Serguei Lavrov. O ministro dos negócios estrangeiros russo voltou a afirmar que caberá aos sírios decidir a composição do governo de transição.

“O plano de paz de Annan deve criar condições para um cessar-fogo e para um diálogo entre os partidos sírios, mas sem impor os resultados desse diálogo”.

Apesar da presença de observadores internacionais no terreno, o plano Annan não conseguiu contribuir para o abrandamento da violência.

A oposição síria reafirmou hoje que rejeitará as propostas de Annan caso não prevejam a saída imediata de cena de Bashar Al Assad.