Última hora

Última hora

Assad diz que a Síria não aceitará uma solução externa

Em leitura:

Assad diz que a Síria não aceitará uma solução externa

Tamanho do texto Aa Aa

A Síria a ferro e fogo, mas com um presidente firme na decisão de matar os terroristas.

Depois de vários meses de extrema violência no país, Bachar Al Assad quebrou o silêncio numa entrevista a um canal da televisão estatal iraniana.

O presidente sírio defendeu que o seu governo tem a obrigação de eliminar os «terroristas», designação dada aos rebeldes da oposição que lideram o levantamento popular contra si desde há já 16 meses.

Em resposta sobre as soluções propostas deixou claro que uma solução externa imposta ao país é inaceitável porque somente os sírios podem resolver a crise.

Assad afirma que a pressão internacional sobre o seu país deve-se ao apoio que dá à causa palestiniana ao mesmo tempo salientou que a Al Qaeda está presente na Síria e que os EUA permitem que esta rede terrorista ataque em países que rejeitam.

A violência continuar a reinar nas cidades rebeldes e cada vez mais também na capital, Damasco, onde os atentados se repetem.

Em Homs são os combates entre as forças do regime e os rebeldes da oposiçao que semeiam o caos.