Última hora

Última hora

Egito "a revolução continua"

Em leitura:

Egito "a revolução continua"

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente egípcio, diz que a “revolução continua” diante de milhares de pessoas na Praça Tahrir, no Cairo, no decurso de uma cerimónia simbólica de juramento.

Mohammed Morsi, o vencedor das primeiras eleições livres do Egipto, prometeu ser o líder «de todos os egípcios» e agradeceu o «sangue e as lágrimas» que têm posto o país no caminho da democracia.

Esta manifestação, chamada “entrega do poder”, foi organizada pelos militantes que defendem a democracia e apoiada pela Irmandade Muçulmana para pressionar o Exército no poder desde a queda de Hosni Mubarak.

Apesar de o candidato islamista ter vencido as eleições com 51,73% dos votos, a governação adivinha-se difícil num país onde 48,27% da população ainda apoia o antigo regime.

O principal problema pode ser a sombra da junta militar, agora reforçada com amplos poderes legislativos e executivos.

Morsi será empossado amanhã pelo Alto Tribunal Constitucional.