Última hora

Última hora

Egito "a revolução continua"

Em leitura:

Egito "a revolução continua"

Tamanho do texto Aa Aa

Num desafio ao Conselho militar, o presidente egípcio, diz que a “revolução continua” diante de milhares de pessoas na Praça Tahrir, no Cairo, no decurso de uma cerimónia simbólica de juramento.

Mohammed Morsi, vencedor das primeiras eleições livres do país, prometeu respeitar o sistema republicano a constituição e a lei. Prometeu defender e proteger os interesses do povo, a independencia e a segurança do território”.

Esta manifestação, chamada “entrega do poder”, foi organizada pelos militantes que defendem a democracia e apoiada pela Irmandade Muçulmana para pressionar o Exército no poder desde a queda de Hosni Mubarak.

Apesar de o candidato islamista ter vencido as eleições com 51,73% dos votos, a governação adivinha-se difícil num país onde 48,27% da população ainda apoia o antigo regime.

O principal problema pode ser a sombra da junta militar, agora reforçada com amplos poderes legislativos e executivos.

Morsi será empossado este sábado pelo Alto Tribunal Constitucional.