Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

|

Espanha é campeã da europa de futebol.
Os espanhóis golearam na final a seleção italiana por 4-0.
Os golos de Espanha foram marcados por David Silva, Jordi Alba, Fernando Torres e Juan Mata.

A Espanha tornou-se na primeira equipa a vencer um grande torneio pela terceira vez consecutiva:
primeiro o campeonato da Europa em 2008, na seguiu-se o mundial na África do Sul e agora reconquistou a do título europeu.

Na partida, a seleção espanhola começou cedo à procura da revalidação do título europeu. Muito mais ofensiva que o habitual, os jogadores criaram as primeiras ocaciões nos primeiros minutos.
Aos 13 minutos David Silva marcou de cabeça o primeiro para Espanha após passe de Fabregas.

Chiellini teve que ser substituido aos 20 minutos por Balzareti, por lesão.
Depois do golo, a seleção italiana consegui equilibrar mais

Mas 40 minutos Jordi Alba aumentou a vantagem.
O lateral-esquerdo que vai reforçar o Barcelona começou a jogada, entregando a bola a Xavi. Disparou em direção à baliza de Buffon. O médio, na altura certa, assistiu Jordi Alba que bateu o guardião italiano.

A squadra azzurra teve mais posse de bola — 52%, contra 48% de Espanha — na primeira parte mas cometeu erros defensivos que se revelaram fatais.

Na segunda parte, Prandelli trocou Cassano por Di Natali na frente de ataque.

Aos 56 minutos Entra Thiago Motta, sai Montolivo e foram esgotadas as substituições para Itália. Mas o jogador de origem brasileira esteve em campo apenas 3 minutos, teve uma lesão aparentemente muscular.
Ou seja, Itália esteve a jogar apenas com 10 a partir dos 60 minutos.

David Silva, autor do primeiro golo, saiu aos 58 minutos para a entrada de Pedro Rodriguez.

Aos 74 minutos Fabregas deu lugar a Fernando Torres. E aos 83 minutos, Torres marcou o 3-0.
A passe de Xavi, o avançado apareceu isolado na cara de Buffon e rematou para o fundo da baliza italiana. “El Niño” marcou então 3 golos no campeonato, os memos que alemão Mario Gomes e Cristiano Ronaldo. Torres tornou-se ainda no primeiro jogador a marcar em duas finais do campeonato Europeu.

Juan Mata, que substitui Iniesta, fechou a contagem aos 87 minutos, a passe de Fernando Torres

Criticada por muitos por causa do jogo pouco ofensivo, la Roja apareceu na final muito mais atacante, ainda que tenha voltado a começar o jogo sem um ponta de lança de raiz. Criou, durante toda a partida muitas oportunidades e até poderia ter ganho com uma vantagem mais dilatada.

Itália, para além de menos eficaz nas lances de golo que criou, teve muita dificuldade para livrar-se da pressão defensiva dos espanhóis.

Destaque ainda para a exibição discreta do árbitro português Pedro Proença.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
|