Última hora

Última hora

Líbia: eleições reabrem fratura no leste do país

Em leitura:

Líbia: eleições reabrem fratura no leste do país

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de homens armados saquearam ontem a sede da comissão eleitoral em Bengazi, exigindo mais autonomia para a região da Cirenaica, no leste do país.

Os manifestantes protestavam contra o número diminuto de representates da região no futuro parlamento – 39 assentos, contra os mais de 100 atribuídos aos deputados da capital Tripoli.

Um manifestante afirma: “o líder do conselho nacional de transição, Abdel Jalil, ignora as nossas exigências e a culpa disto tudo é dele, se tivesse ficado ao nosso lado nada disto tinha acontecido”.

As primeiras eleições livres na Líbia reabrem a fratura entre o leste e o oeste do país, dividido até à chegada ao poder de Kadafi em três grandes estados.

Os protestos ocorrem a sete dias do sufrágio que deverá eleger o parlamento responsável por redigir a nova constituição do país.

Em maio, o autoproclamado governo autónomo da Cirenaica, região que foi o berço da revolta contra Kadafi, tinha apelado os habitantes a boicotar o sufrágio.

A comissão eleitoral afirma que os danos causados pelo ataque não vão impedir que as eleições se desenrolem na data prevista de 7 de julho.