Última hora

Última hora

Desemprego em Espanha cai pelo terceiro mês consecutivo

Em leitura:

Desemprego em Espanha cai pelo terceiro mês consecutivo

Tamanho do texto Aa Aa

O desemprego esteve a cair em Espanha, muito graças aos empregos temporários no setor do turismo, com o aproximar do verão. Esta descida não impede as medidas de austeridade, com o governo a apresentar novos cortes orçamentais.

Em junho, o número de desempregados caiu em cerca de 100.000. Foi o terceiro mês consecutivo de descidas e o melhor valor de sempre para um mês de junho.

A crise tem tido um efeito devastador em Espanha, o país com desemprego mais alto em toda a União Europeia. O número de pessoas sem emprego duplicou desde 2008, ultrapassa agora os 4,6 milhões.

O ministro das Finanças garante a continuidade da redução do défice: “Vamos fazer esforços adicionais para que esteja absolutamente garantido o cumprimento dos objetivos de redução do défice público. Temos que ver quais são as partes da administração que vão ter de fazer um esforço adicional”, afirmou Luis de Guindos.

O governo promete reduzir o défice para os 5,85 do PIB, depois de 8,9% no ano passado, mas este valor só pode ser atingido com novos cortes orçamentais e uma subida nos impostos.

O IVA deve subir, tal como os impostos sobre a energia e sobre o imobiliário.