Última hora

Última hora

"Caso Bettencourt" regressa com buscas a casa e escritórios de Sarkozy

Em leitura:

"Caso Bettencourt" regressa com buscas a casa e escritórios de Sarkozy

Tamanho do texto Aa Aa

Terminada a imunidade judicial, o antigo presidente francês Nicolas Sarkozy está de novo na mira das autoridades, no âmbito do chamado “caso Bettencourt”.

Esta terça-feira, a residência de Sarkozy e Carla Bruni, o escritório na sociedade de advogados de que é sócio, em Paris, e o antigo gabinete presidencial foram alvo de buscas por parte de agentes da polícia munidos de um mandato.
O antigo presidente, recém-derrotado nas eleições de maio, encontra-se neste momento de férias no Canadá, mas o advogado de Sarkozy protestou contra a operação, conduzida por ordem do juiz Jean-Michel Gentil.

O objetivo é apurar se houve ou não financiamentos ilegais do grupo L‘Óreal à campanha eleitoral de Sarkozy, em 2007. O antigo governante terá recebido doações ilícitas, no valor de 150 mil euros, de Liliane Bettencourt, a mulher mais rica de França e herdeira do império de cosméticos.

O caso nasceu de um diferendo familiar entre a Liliane e a filha, acabando por envolver figuras da política francesa. Provocou inclusivamente a demissão do antigo ministro do Trabalho de Sarkozy, Eric Woerth, por suspeita de conflito de interesses e envolvimento em financiamentos ilegais de campanhas.