Última hora

Última hora

Hollande sobre impostos para os ricos

Em leitura:

Hollande sobre impostos para os ricos

Tamanho do texto Aa Aa

O novo governo francês vai subir vários impostos para controlar o défice. Os maiores aumentos vão recair sobre os mais abastados. De acordo com o orçamento rectificativo aprovado esta quarta-feira, a chamada “desfinancialização” da economia obriga, por exemplo, as empresas a pagar uma taxa de 3% sobre os dividendos pagos aos accionistas, a taxa sobre as transacções financeiras passa para o dobro e os bancos vão pagar um imposto adicional.

Com as várias medidas, o governo socialista espera arrecadar 7 mil e 200 milhões de euros em receitas adicionais, mais do que o suficiente para conseguir reduzir o défice público de 5,2% no ano passado, para os 3% em 2013. Ou seja, para que fique dentro da margem acordada imposta por Bruxelas.

François Hollande está apostado em cumprir as as promessas eleitorais e estimular a economia francesa. Por isso, decidiu não avançar com a intenção do governo anterior de aumentar o IVA, que se vai manter 19,6%.