Última hora

Última hora

Medvedev provoca Japão com visita às ilhas Kuriles

Em leitura:

Medvedev provoca Japão com visita às ilhas Kuriles

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia está apostada em aumentar a presença no extremo-oriente do país, mesmo que isso implique aumentar as fricções com países como o Japão.

O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, realizou ontem uma polémica visita às ilhas Kuriles do sul, um território disputado com o Japão desde o final da segunda guerra mundial.

“Estas ilhas fazem parte do nosso território nacional e não vamos ceder nem um centímetro. Porque é que o deveríamos fazer? Aquele que cede nem que seja uma pequena porção do seu território acaba sempre por provocar uma tempestade que pode levar à derrocada do estado. É algo muito perigoso”, afirmou Medvedev.

Situadas a apenas 15 quilómetros da costa japonesa, as ilhas Kuriles do sul são alvo de uma disputa territorial há várias décadas, depois do regime soviético ter ocupado o arquipélago durante a segunda guerra mundial.

A visita de Medvedev suscitou uma reação imediata do governo japonês:

“Em termos de relações entre a Rússia e o Japão, esta visita de um dignitário russo aos nossos territórios do norte é algo que está em contradição absoluta com a nossa posição sobre a soberania destes territórios e a Rússia devia estar ao corrente desta situação”.

Tóquio anunciou já que o seu ministro dos negócios estrangeiros deverá deslocar-se a Moscovo nas próximas semanas para tentar reabrir as negociações sobre o estatuto do território.

Medvedev, que tinha realizado uma polémica visita às ilhas em 2010, afirmou agora que pretende reforçar a presença militar no arquipélago.

Mais do que o diferendo com o Japão é a proximidade estratégica com a China que motiva o interesse súbito de Moscovo por estas quatro pequenas ilhas, a mais de 7 mil quilómetros de Moscovo.