Última hora

Última hora

Ucrânia: Lei linguística leva presidente do Parlamento a demitir-se

Em leitura:

Ucrânia: Lei linguística leva presidente do Parlamento a demitir-se

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Parlamento da Ucrânia, Volodimir Litvin, apresentou, esta quarta-feira, a demissão do cargo. A exoneração é consequência da aprovação da lei linguística, que outorga o estatuado de língua oficial ao russo e a outras línguas minoritárias em algumas zonas do país.

“Como um dos deputados disse, mais tarde, “Enganaram-nos como se fossemos gatinhos”. Em primeiro lugar enganaram-me a mim, mas sobretudo, enganaram a Ucrânia, enganaram o povo. Penso que iremos colher, no futuro, os frutos desse engodo. É por isso que, nessas circunstâncias, peço-lhes para considerarem e aceitarem a minha demissão,” pediu Litvin.

A exoneração do presidente do Parlamento coincidiu com uma manifestação de protesto contra a aprovação da lei linguística em frente à Casa da Ucrânia. O Presidente da República, Viktor Yanukovich, tinha marcado a habitual conferência de imprensa anual, sobre o estado da Nação, que acabou por ser adiada.