Última hora

Última hora

Líbia: Eleição legislativa sob forte tensão

Em leitura:

Líbia: Eleição legislativa sob forte tensão

Tamanho do texto Aa Aa

As primeiras eleições livres da era pós Kaddafi, na Líbia, decorrem este domingo, com incidentes e boicotes em várias regiões.

Cerca de 2,7 milhões de eleitores vão escolher os 200 membros da assembleia nacional, que terá por missão nomear o primeiro-ministro, legislar e contribuir na redação da nova constituição.

Mas as tensões, sobretudo no leste do país, que luta por autonomia, estão a levantar ondas de violência. As autoridades suspederam a votação em Ajdabiya e em alguns circulos eleitorais de Brega depois de algumas urnas terem sido roubadas e queimadas.

Em Benghazi, berço da revolução que levou à queda de Muammar Kaddafi, o helicópetro que transportava as urnas de voto foi ontem atingido por um tiro de roquete e no centro da cidade centenas de pessoas manifestaram-se para protestar contra o facto de o Leste ter apenas 60 lugares reservados no novo parlamento.

Há já quem fale da possibilidade de uma guerra civil entre o leste e o ocidente do país. Os primeiros resultados da eleição são esperados durante a noite.