Última hora

Última hora

Gravações de Merah geram polémica em Fança

Em leitura:

Gravações de Merah geram polémica em Fança

Tamanho do texto Aa Aa

 
 
A polémica está lançada em França depois da  divulgação de diálogo com o chamado “assassino de Toulouse”, Mohamed Merah, abatido pelas forças de segurança na operação realizada em março para o capturar.
 
A televisão TF1 divulgou ontem partes das conversas entre a polícia e Mohamemd Merah mantidas durantes as negociações.
 
O governo e os familiares das vítimas tentam evitar a publicação destes documentos na Internet, frases onde o terrorista assumia que amava a morte.
 
Para o pai de Merah trata-se de uma “porta aberta ao que pode vir a seguir, quero dizer às imagens da matança e estou convencido que é uma questão de dias”.
 
Já para o advogado que representa os familiares das vítimas “o que é mais chocante é a falta de aviso em relação à publicação dessas imagens”.
 
O advogado anunciou que tentará uma ação judicial para impedir uma maior difusão das conversas, gravadas pela polícia durante o cerco. 
 
O editor da TF1 responde que “compreende a emoção que estes documentos despertam, mas resta dizer que são importantes do ponto de vista informativo e que tinham de ser dados a conhecer ao público e aos familiares”. 
 
Francês de origem argelina, Merah, de 23 anos, foi responsável pelo assassinato de sete pessoas em março, em nome da rede terrorista Al Qaeda, mas parece ter agido só.