Última hora

Última hora

Vítimas culpam autoridades russas por inundações mortais

Em leitura:

Vítimas culpam autoridades russas por inundações mortais

Tamanho do texto Aa Aa

São já perto de duas centenas as vítimas mortais resultantes das inundações e das chuvas torrenciais na região de Krasnodar, sudoeste da Rússia.

O presidente Vladimir Putin prometeu ajuda, mas as palavras de pouco ou nada servem para tranquilizar os que perderam familiares e amigos.

Esta segunda-feira é dia de luto nacional, numa altura em que a meteorologia prevê mais precipitação. Más notícias, que estimulam teorias sobre as causas das inundações.

“Testemunhamos chuvas torrenciais com frequência. Regra geral corre tudo bem. O nível da água no rio nunca sobe. Se tal acontece é porque se abriram as comportas do reservatório da água. Ainda que as autoridades o neguem sabemos o que se passa. A cidade inteira sabe que abriram as comportas do reservatório que abastece Novorossisk de água”, denuncia Yelena Topalova.

As autoridades abriram um inquérito para averiguar as causas da subida repentina do nível da água, nesta região onde chove intensamente há cerca de um mês.

A Agência Nacional de Recursos Hídricos nega que as válvulas do reservatório de Krymsk tenham sido abertas ou que tenha havido qualquer fuga de água por razões técnicas.