Última hora

Em leitura:

Rússia varrida por onda de solidariedade


Rússia

Rússia varrida por onda de solidariedade

Na Rússia, os donativos amontoam-se para ajudar a região de Krasnodar, devastada pelas piores cheias dos últimos tempos, que mataram mais de 170 pessoas no fim de semana.

As inundações deixaram milhares de pessoas sem casa e 19.000 pessoas perderam bens. A população culpa as autoridades, por não terem lançado os alertas a tempo – dois responsáveis locais foram já demitidos.

Em Moscovo, estão abertos 10 centros onde as pessoas não param de entregar comida, roupa, brinquedos, mantas e tudo o que possa ajudar a população. A ajuda vai agora ser encaminhada para a região, sobretudo para a cidade de Krymsk, que foi a mais afetada, mas o transporte vai ser difícil, porque várias estradas e vias férreas ficaram cortadas.

Estes danos estão também a afetar o transporte de cereais para o porto de Novorossisk, de onde sai uma grande parte das exportações russas.

O porto retomou a atividade normal no domingo e para já tem stocks suficientes de cereal, por isso não se prevê um corte ou uma redução nas exportações.

O impacto nesta área deve ser limitado, mas o episódio serve de alerta à Rússia para melhorar as infraestruturas, já que o país é um dos maiores exportadores mundiais de trigo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Governo põe fim à greve petrolífera na Noruega