Última hora

Última hora

Automóveis: CE quer acelerar redução de emissões de CO2

Em leitura:

Automóveis: CE quer acelerar redução de emissões de CO2

Tamanho do texto Aa Aa

Os automóveis ligeiros emitem por quilómetro, em média, 135 gramas de CO2 (dióxido de carbono). Em 2020, deverão baixar para 95 gramas desses gases poluentes, reafirmou a Comissão Europeia (CE).

Bruxelas contabiliza em 340 euros a poupança anual em combustível decorrente destas alterações tecnológicas e a comissária para a Ação Climática antevê, ainda, outras vantagens.

“Dentro de oito anos, em 2020, os novos carros de passageiros deverão emitir menos um terço de CO2 do que aquilo que emitem hoje. É um passo importante para a política europeia ao nível do clima, mas é também algo que favorece a inovação e beneficia, obviamente, os consumidores que passarão a ter menos despesas”, disse Connie Hedegaard.

Ambientalistas e grupos de consumidores pedem, contudo, a Bruxelas que seja mais exigentes nas metas, nomeadamente na fileira de veículos de grande cilindrada.

“Esses carros poluem mais em termos absolutos, pelo que os seus fabricantes devem fazer mais esforços do que os que produzem carros mais ligeiros. Além disso, os custos da adaptação tecnológica em termos de eficiência energética serão mais baixos para esses fabricantes porque o preço de venda dos carros é bastante mais elevado”, explicou Monique Goyens, directora-geral da Organização Europeia dos Consumidores.

Apesar das metas anunciadas pela CE já serem conhecidas há algum tempo, são agora acompanhadas de medidas de implementação a discutir com o Parlamento Europeu e os estados-membros.