Última hora

Última hora

Espanha: Imprensa questiona eficácia do plano de austeridade

Em leitura:

Espanha: Imprensa questiona eficácia do plano de austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

As manchetes da imprensa espanhola desta quinta-feira dão conta dos sacrifícios impostos pelo novo pacote de austeridade. Embora todos sejam unânimes quanto à necessidade do Estado reduzir o défice público, nem todos estão de acordo quanto à eficácia das medidas anunciadas pelo governo conservador de Mariano Rajoy.

Nas ruas há um sentimento de revolta: “Os funcionários públicos vão a sofrer o segundo corte mas outras pessoas também vão ser afetadas com reformas mais baixas, cortes nos subsídios de desemprego, mais impostos, de uma forma geral é toda a sociedade quem vai pagar as consequências” – afirma uma funcionária pública.

As medidas de austeridade reclamadas por Bruxelas a troco do resgate bancário poderão ajudar o Estado a financiar-se nos mercados a taxas mais baixas, o que agrada alguns espanhóis: “Penso que as medidas são necessárias. Espanha precisa de efetuar uma reestruturação financeira mas também em vários setores da economia” – considera um gestor financeiro.

Depois da manifestação dos mineiros que mobilizou milhares de pessoas em Madrid, a capital espanhola é palco de mais um protesto esta quinta-feira. Cerca de 300 trabalhadores do Hospital Ramón y Cajal decidiram fechar-se no interior das instalações durante 24 horas para afirmar que “a saúde não é um negócio”.