Última hora

Última hora

Novo plano de austeridade espanhol acende manifestação nas ruas de Madrid

Em leitura:

Novo plano de austeridade espanhol acende manifestação nas ruas de Madrid

Tamanho do texto Aa Aa

Em dia de protesto dos mineiros, apoiados por milhares de outros espanhóis, o governo de Madrid anunciou mais medidas de austeridade para ultrapassar a crise.

A coincidência acendeu os ânimos dos manifestantes que garantem que não conseguem aguentar mais sacrifícios. Sobretudo porque consideram que estão a pagar os erros dos banqueiros, que não pagam impostos e que não há uma distribuição equilibrada dos sacrifícios.

E contestam diretamente o chefe do governo que há poucos dias tinha dito que não haveria medidas de austeridade por causa do auxílio à banca espanhola. Mas agora anunciou, entre outras medidas, a subida do IVA de 18% para 21%, a descida do subsídio de desemprego e o desaparecimento do subsídio de Natal dos funcionários públicos. Com este novo plano de austeridade, o governo espanhol espera poupar 65 mil milhões de euros em dois anos.

Por causa desta mudança já há quem exiga a demissão de Mariano Rajoy e o acuse de ter mentido aos eleitores que votaram nele.

Nas ruas de Madrid, a manifestação dos mineiros, reforçada pelo movimento 15-M acabou em confrontos com a polícia. Pelo menos nove pessoas foram detidas, entre os quais não se encontra nenhum mineiro e 76 ficaram feridas.