Última hora

Última hora

PSA Peugeot Citroën vai cortar 8.000 postos de trabalho em França

Em leitura:

PSA Peugeot Citroën vai cortar 8.000 postos de trabalho em França

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo PSA Peugeot Citroën vai suprimir 8.000 postos de trabalho em França. O primeiro construtor automóvel gaulês foi obrigado a tomar estas medidas depois de registar uma perda de 700 milhões de euros nos resultados operacionais no primeiro semestre de 2012.

O dirigente do grupo, Philippe Varin, tentou tranquilizar os trabalhadores esta manhã, em Paris: “Não vamos deixar ninguém sem solução para o seu problema de emprego. Uma situação na qual um grupo perde 200 milhões de euros de tesouraria todos os meses é uma situação grave e hesitar não é uma opção se quisermos que a situação não se torne crítica.”

O construtor automóvel pretende encerrar a produção na unidade de Aulny, nos arredores de Paris, em 2014. Os sindicatos estão prontos para a luta: “Declararam a guerra aos trabalhadores. Posso garantir, pelo menos na fábrica de Aulny, que várias centenas de trabalhadores estão decididos a defender os empregos” – sentenciou Jean-Pierre Mercier, da CGT.

De acordo com o fabricante, o mercado europeu deverá recuar este ano cerca de 8 por cento, enquanto a atividade do grupo deverá cair 10 por cento. Estas medidas deverão permitir reequilibrar o fluxo de caixa operacional em 2014.