Última hora

Última hora

Bolívia: Famílias lutam contra o tráfico humano

Em leitura:

Bolívia: Famílias lutam contra o tráfico humano

Tamanho do texto Aa Aa

Desapareceram 94 pessoas, na Bolívia, no primeiro semestre do ano. Estima-se que a maioria tenha sido raptada por redes de tráfico humano.

Em 2011, as autoridades investigaram 284 casos de raptos mas estima-se que o número seja muito superior.

Na quinta-feira, as famílias das vítimas marcharam em La Paz, exigindo mais ação às autoridades.

Reclamam que “este é um crime contra os direitos humanos e que está a ocorrer livremente no país” e que é necessário “trabalhar em conjunto para que mais nenhuma família sofra o que estão a sofrer hoje.”

Esta sexta-feira, a Procuradoria-Geral da República e um grupo de cidadãos anunciaram a criação de uma rede de familiares de desaparecidos que tem como objetivo pressionar o congresso para terminar uma lei relativa ao Tráfico Humano.

Desde o início do mês de julho desapareceram, já, oito jovens e adolescentes, só nas cidades de La Paz e El Alto.