Última hora

Última hora

O sufoco da Grécia

Em leitura:

O sufoco da Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Com temperaturas acima dos 40 graus, não é só a austeridade que sufoca os gregos nestes dias de verão.

A Comissâo Europeia considera que que o país tem muito a fazer para aligeirar e refrescar os procedimentos burocráticos que impedem a tomada de medidas com a urgência que a situação económica impõe.

O Comissário Europeu para a Política Regional, Johannes Hahn, disse hoje, em Atenas, que há ainda muitos obstáculos ao investimento e a maioria desses obstáculos está relacionada com problemas burocráticos, com falta de informação em termos fiscais e também com a longa duração dos procedimentos judiciais.

A maioria dos gregos não acredita que o governo de Antonis Samaras consiga por o país na via do crescimento; o próprio governo também não acredita e pede mais tempo para reduzir o défice, falando da dilatação do prazo de 2014 para 2017.

O pior é que a Alemanha não quer nem ouvir falar em alteração de conteúdos ou dos calendários do memorando assinado entre a Grécia e os seus credores internacionais.